sexta-feira, 17 de junho de 2011

Defesa dos Direitos dos Animais na Av. Paulista


Fonte & foto de reportagem: VEDDAS

Mais de 2 mil pessoas se reuniram na cidade de São Paulo nesse 05 de junho de 2011, Dia Mundial do Meio Ambiente, para protestar contra a aprovação do Novo Código Florestal e a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte. A manifestação foi convocada por iniciativa dos ativistas pelos direitos animais Lilian Garrafa e Paulo Fradinho, um dos diretores da ONG VEDDAS – Vegetarianismo Ético, Defesa dos Direitos Animais e Sociedade, principal expressão do movimento pelos direitos animais em São Paulo e uma das mais expressivas no Brasil.


O protesto teve 4 horas de duração com início às 14 horas em frente ao MASP. Após a concentração no local, os manifestantes percorreram quatro quilômetros partindo da Avenida Paulista, seguindo pela Avenida Consolação e cortando o centro da cidade de São Paulo até chegar ao Largo do Arouche às 18 horas. Durante o trajeto, e contando com o apoio da Polícia Militar, as avenidas tiveram ocupadas três ou quatro das suas faixas e as ruas foram totalmente ocupadas nos trechos que passaram pelo centro da cidade.


O protesto teve a presença de manifestantes de diversos movimentos sociais, entre eles os movimentos ambientalista, indígena, estudantil e pelos direitos animais, que durante todo o protesto tiveram a liberdade de tomar decisões em relação ao ato e expressar a sua indignação da forma que escolheram. Segundo Paulo Fradinho, diretor do VEDDAS e um dos facilitadores do protesto, “o protesto alcançou o objetivo de sensibilizar um grande número de pessoas para questões urgentes como a controversa e desastrosa aprovação do Novo Código Florestal e a construção do nefasto complexo (usina) de Belo Monte”. Paulo chama atenção para o fato de que “ambos os projetos, além de devastarem áreas extensas de matas e florestas, desmantelarão comunidades indígenas e ribeirinhas, provocarão uma perda incalculável de biodiversidade , sentenciarão à morte centenas de espécies animais nas regiões afetadas.

O protesto “ATIVISTAS PELOS DIREITOS ANIMAIS contra Novo Código Florestal e a Usina de Belo Monte” terá continuidade. A nova data será dia 19 de junho de 2011, às 14 horas, com concentração em frente ao MASP (Avenida Paulista, São Paulo, SP). A expectativa é reunir, em uma única voz, mais de 5 mil pessoas nesse segundo protesto e ainda mais nas datas que seguirão, enviando ao Senado e à Presidência o recado de que o povo brasileiro não está satisfeito com as decisões que estão sendo tomadas em desfavor do meio ambiente, das populações indígenas e das centenas de milhares de espécies animais que serão afetadas com as decisões que estão tomadas pelos nossos legisladores.






Cards de incentivo ao vegetarianismo, feito no Arouche, por Luísa Dalartesa na ocasião do movimento.