quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Série Heróis : Aristides Souza Mendes _ Um herói esquecido


O cônsul de Bordeaux, o diplomata português Aristides Souza Mendes 


O diplomata português, Aristides de Sousa Mendes, foi um herói marginalizado em seu país e pouco conhecido no resto do mundo, mas que salvou 34 mil pessoas do nazismo com a emissão de vistos para os perseguidos fugirem da França ocupada. A história de Sousa Mendes é menos popular do que a de Oskar Schindler, apesar de o diplomata - também conhecido como o "Schindler português" - ter "salvo" muito mais pessoas que o empresário alemão, imortalizado no cinema, no filme a 'Lista de Schindler'.

De novo estas histórias de ser 'fiel ao seu país'...O que um país faz por cada um que derrama o seu sangue em qualquer lugar?? Detesto estas histórias...Eu não sou de parte alguma e nem de ninguém. Mas salvaria vidas humanas ou animais fosse de quem fosse e de que nacionalidade fosse.

Sousa Mendes sofreu por parte do regime de António de Oliveira Salazar, e também pela pressão do mesmo, acabou sendo esquecido, pois, as vítimas do Holocausto não desejaram mais reviver o assunto, isolando-se na obscuridade e com isto não dando crédito a façanha do diplomata português.

Oskar Schindler contratou um pouco mais de mil judeus para trabalhar em sua fábrica e, por consequência, fugir das autoridades nazistas, mas, Sousa Mendes aproveitou seu cargo de cônsul português em Bordeaux (França) para conceder 34 mil vistos!!!  E  10 mil deles, somente para judeus!

Grande parte destes judeus, emigrou aos Estados Unidos e terminaram instalados em Israel. Em 1966, este país, concedeu a Sousa Mendes o título de "Justo entre as Nações" em reconhecimento ao seu trabalho.
O diplomata foi privado de seu cargo e de sua aposentadoria, chegou à miséria e morreu em um hospital franciscano de Lisboa, já viúvo e longe de seus filhos foram morar nos EUA.
O diretor de um filme que conta a sua história, 'O Cônsul de Bordeaux' disse na ocasião da estréia, há tempos atrás, que,  este tinha sido o preço que ele pagou por desobedecer o regime de Salazar e acrescentou que "ainda hoje há pessoas em Portugal que criticam esse herói pelo fato dele não ter sido 'fiel' ao seu país".

O "crime" dele na verdade, foi descumprir a lei portuguesa que não queria a entrada de pessoas indesejáveis no país ao conceder 34 mil vistos aos judeus e refugiados opositores ao nazismo, todos eles em um prazo de apenas dez dias e em pleno avanço do III Reich...

É uma lástima o que homem dominando sobre homem faz...Salomão tinha razão.

Com o uniforme em foto oficial





Bunkyo - Luísa Dalartesa - Coletiva, 2012

Terremoto de 4.3 no Brasil neste 22 de setembro de 2012

Neste sábado 22 de setembro, um terremoto de 4.3 graus de magnitude foi registrado no Brasil, a 135 km da cidade de Mâncio Lima (AC), a 148 km de profundidade.
O evento ocorreu as 21h40 pelo horário de Brasília e teve seu hipocentro localizado abaixo das coordenadas 8.18S e 73.98W, a 135 km de Mâncio Lima, 136 km de Porto Walter (AC).

É a segunda vez que isto acontece no mesmo ponto, em 14 de junho de 2011 nesta exata fronteira do Brasil com o Peru, a 104 km da cidade de Santa Rosa do Purus, no Acre, houve
outro abalo sísmico da mesma magnitude, tendo ocorrido às 05h38 pelo horário de Brasília e teve seu hipocentro localizado a 546 km de profundidade, abaixo das coordenadas 10.25S e 70.96W, aproximadamente a 104 km da cidade acreana de Santa Rosa do Purus, 136 km de Jordão, também no Acre e 347 km da capital Rio Branco.


Fonte:Apolo11




Líder Islâmico do Paquistão acusa Barack Obama de iniciar a guerra religiosa entre os muçulmanos



Hafiz Saeed  _  líder islâmico no paquistão

Líder Islâmico do Paquistão acusa Barack Obama de iniciar a  guerra religiosa entre os muçulmanos.
 

ISLAMABAD
Um dos mais temidos líderes islâmicos do Paquistão, segundo a agencia de notícias Reuters, acusou o presidente Barack Obama na quarta-feira de iniciar uma guerra religiosa contra os muçulmanos sobre o manuseio de um vídeo que zombou do profeta Maomé.
Hafiz Saeed, acusado pela Índia de ser o mentor do ataque de 2008 por homens armados paquistaneses sobre o capital financeira da Índia Mumbai, disse que Obama deveria ter ordenado passos para remover o filme da Internet em vez de defender a liberdade de expressão na América.
"As declarações de Obama acarretarão uma guerra religiosa", diz Saeed.



terça-feira, 25 de setembro de 2012

Por quê será?

O presidente dos EUA, Barack Obama, discursou na Assembleia Geral da ONU após Dilma Rousseff

''Queimar uma bandeira americana não educa uma criança", diz Obama na ONU.


Mas, presidente...as crianças americanas foram ensinadas a discriminar...leia a História. Verá!

E presidente...

Estar sempre buscando colocar tropas americanas em todo lugar, desrespeitando o direito de cada nação lutar por seus ideais internamente, queimar o Alcorão e desmoralizar a figura sagrada de Maomé educa?? 

Não entendi...há uns 30 e poucos anos, o mesmo país que hoje defende desta forma, justificando as ações americanas para o mundo, não permitia que os afro-descendentes, como o senhor, subissem no mesmo ônibus! 

Não lute tanto pra conseguir a esta pátria separatista e discriminadora o lugar ao sol que esperam...pense em teus antepassados e deixe quieto, este nacionalismo desenfreado que traz muita perturbação ao mundo. 

As crianças americanas cresceram vendo bairros para negros, para latinos, para outras raças que ao entrar no país eram discriminadas. A sua raça era discriminada...mesmo tendo nascido em solo americano!! 

Não devia pôr lenha nesta fogueira e sim, estar cuidando de mostrar o direito de cada povo a sua cultura e sem ofensas, sem ódio e sem represálias...Não será militarmente que resolverá a crise no Oriente...Mais violência, vai gerar mais violência...

Lute pela paz sem confronto e sem sangue. Pondere. Argumente.

Lembre-se de que tudo chegou a este ponto pela cobiça de seu país ser o país manipulador das demais nações!...Os árabes os odiaram...

E para mim é uma surpresa ver Israel solicitando apoio...(quer dizer, não é, não). 

Por quê será?




sábado, 22 de setembro de 2012

Pop Art _ O Lanterna Verde _Luísa Dalartesa

MARVEL COMICS _ O Lanterna Verde _ de  Luisa Dalartesa

Maravilhas do Fundo do Mar

Centenas de fotos são divulgadas todos os dias na rede mundial e ao navegar deparamos com coisas incríveis e maravilhosas como a beleza do fundo do mar.

Quando olhamos o oceano na superfície, nem imaginamos as coisas estupendas que existem submersas...são milhares de espécies de peixes, seres aquáticos, corais, crustáceos, pedras, musgos, restos de embarcação, navios naufragados, moedas, ostras com a pérola já desenvolvida, e tantas outras coisas que se pudéssemos olhar, esqueceríamos do tempo e ficaríamos horas intermináveis descobrindo coisas...
Das mais belas imagens de que me recordo e que encontrei,  que são tantas, que nem dá para repassar, estão estas, belíssimas que parabenizo aos autores, pedindo que, tirem mais fotos, cada vez mais destes tesouros para que compartilhem conosco!

Belezas, muitas belezas!!!!



















sexta-feira, 21 de setembro de 2012

A.L.F. _ Frente de Libertação Animal _ O Filme


Se você é capaz de qualquer coisa por uma pessoa, um amor, um parente...imagine o que é ser tudo isto e ainda ser por...animais!

Estes são os heróis urbanos, gente que ainda se importa com um legado que foi deizado por Deus ao Homem, desde a sua criação...

Um tema sério, real e comovente.



Dia 07 de novembro _ data da estréia do filme francês esperado pelos que defendem e protegem os animais em todas as partes do mundo.

Este filme conta a história da A.L.F., a Frente de Libertação Animal, um grupo de pessoas que se arriscam para salvar a vida de animais escravizados, maltratados, mutilados e usados cruelmente em pesquisas laboratorias como cobaias e depois impiedosamente sacrificados.

Embora não haja ainda previsão para a estréia no Brasil, o filme vai contar a história destes ativistas.

A matéria completa sobre este filme, será publicada em março no site do ViSta-se. A história segue a linha do documentário “Behind The Mask” (Atrás da Máscara) e do drama “Bold Native” (Coragem Nativa). 

Resumo do filme:

     O que aconteceu na noite de 24 de dezembro?

Isto é o que quer descobrir o Capitão da Polícia Olivier Chartier. Para entender o final da história, ele terá que voltar 48 horas antes. Poderia ter sido um dia normal, seguido de uma noite de véspera de Natal como as outras… Não é para Frank: professor de teatro modesto, Frank faz parte de um comando sem nome, sem líder: uma resistência na qual os ativistas se alinharam atrás de um objetivo, uma causa: a libertação animal.
Estes personagens são impulsionados por uma empatia inabalável para os animais vítimas de abuso, e terão coragem de enfrentar a preparação final para uma operação. Todos, sem dúvida, estão ansiosos, às vezes perdendo o chão… porque o fracasso não é uma opção e as consequências na chegada estão longe de ser desprezáveis. Seu objetivo: libertar cães condenados a serem vendidos a laboratórios envolvidos na vivissecção. Sua filosofia: quando alguma coisa ultrapassou os limites razoáveis​​, então você deve esquecer o que é legal, para servir o que parece certo.

          Se preferir, assista ao trailler em HD no Youtube. | Página do filme no Facebook 

               Ou acesse: www.vistase.com.br



   

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Série Heróis Urbanos _ A Legião do Bem _ Luísa Dalartesa




Hoje foi um dia de mais heróis urbanos...

Um resgate inusitado mobilizou agentes do Corpo de Bombeiros de Goiânia, Goiás. Por volta das 12h40, aproximadamente, os bombeiros do 2º Batalhão da corporação,  foram chamados para resgatar um filhote de cachorro pinscher que havia acabado de nascer, caiu em um cano de água pluvial, no Setor Vereda dos Buritis.

De acordo com a assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros, o filhote da raça pinscher, foi retirado do cano sem ferimentos.

Após o resgate, o animal foi entregue para seu dono!

Um salve para o Corpo de Bombeiros, 2º Batalhão, Goiânia!

Amo ver estas coisas!

Eu tenho que provar a mim mesma que o mundo é um lugar aonde o bem ainda supera o mal!



domingo, 16 de setembro de 2012

Ilhas Senkaku _ O confronto entre Japão e China

                     

Um foco de revolta e fúria populacional neste sábado foi o assunto da mídia em várias partes do mundo. A revolta se desenvolveu depois que o Japão pronunciou a decisão, nesta terça-feira, de comprar as Ilhas Senkaku (para os chineses Diaoyu) de um proprietário privado japonês e que conteriam riquíssimas reservas de gás.

O perigo de incidentes políticos como este: China diz lutar para manter a indignação do povo contra o Japão estes dias no sul da China por causa de uma divergência de longa data pela posse de um grupo de ilhas,mas parece duvidosa a intenção do governo chinês. A posse destas ilhas, é sem dúvida interessante para a China, o que não me faz ver coerência nos depoimentos dos representantes dos líderes governamentais chineses, afinal, a China .

A embaixada do Japão foi atacada na cidade de Pequim, ontem, sábado, e a fúria do povo chinês, fez com que o primeiro ministro japonês, Yoshihiko Noda, pedisse ao governo chinês, proteção dos funcionários e da propriedade.

Houveram hoje, domingo, saqueamento nas lojas, carros depredados e restaurantes japoneses foram destruídos pelo arrastão em cinco cidades chinesas. Vinte bombas de gás, spray de pimenta e jatos de água foram usados pela polícia chinesa para conter a fúria dos manifestantes.

Casos como estes detonaram situações de conflito mundial. Nada mais fica a se ter dúvida de que a tendência do mundo é de uma hora para a outra, seja com a crise européia, a queda do império americano e inglês, as constantes instabilidades políticas na América do Sul e a expectativa de invasão e nova guerra no Oriente Médio, entrar em colapso, o que pode talvez gerar o anúncio de uma terceira grande guerra.

Não, isto NÃO é impossível... acreditem.

Porque flores têm cores...

sábado, 8 de setembro de 2012

Mexa-se...Vem pro Setembro Verde!

Setembro Verde
Programação gratuita oferece mostra de filmes, palestras, atividades e exposições com destaque para mobilizações globais de proteção ao meio ambiente e preservação cultural 
São Paulo, setembro de 2012 – A partir de 11 de setembro, terça-feira, a Matilha Cultural promove, em parceria com outras instituições, a 4ªedição do Setembro Verde, projeto que tem como objetivo reunir diversas atividades de temáticas socioambientais e políticas através de uma programação multimídia gratuita, com ênfase em arte, música e cinema. O projeto vai até o dia 14 de outubro, domingo. A abertura no dia 11 está marcada para começar às 19h com a exposição “-40˚C a +40˚C. Antártida a Amazônia”, da jornalista e fotógrafa Bárbara Veiga, na galeria,  e com a instalação “Ngô Meitire – Água, Valiosa Água” sobre o Xingu, na arena, a partir das 19h. No coquetel de abertura, a Matilha oferece uma degustação do suco de clorofila, uma das novidades da casa.

Com o intuito de reforçar o caráter dos movimentos de ocupação como pontos de conexão de pessoas e ideias por um mundo melhor, o foco do Setembro Verde é usar a cultura e a arte para aproximar o público dos movimentos e questões políticas que afetam todo o país. Temas, como o Código Florestal, a construção da usina de Belo Monte, a mobilidade em São Paulo, além de projetos e eventos que já adotam princípios de sustentabilidade, fazem parte da programação. Os graves impactos da exploração humana sobre as florestas e os oceanos, bem como o modo de vida imposto pela sociedade de consumo, são o fio condutor para a edição de 2012. 

“É uma curadoria que abre espaço para o ativismo e campanhas de mobilização, comunicando diretamente as pessoas sobre os pontos de vista que vão além da mídia e do governo sobre questões fundamentais para nossa vida hoje”, diz Tica Minami, uma das organizadoras do Setembro Verde, da Matilha Cultural. 

O Setembro Verde também marca uma nova fase do Coffeeshop Matilha. O cardápio ganhou novas opções de alimentos saudáveis, com salgados, doces, sucos, smoothies e uma carta de chás. Todos os produtos oferecidos no Coffee da Matilha vêm da agricultura orgânica ou biodinâmica. Os alimentos biodinâmicos também são orgânicos, pois seu cultivo não utiliza fertilizantes químicos ou agrotóxicos. Mas a produção biodinâmica leva em conta outros fatores no manejo da terra, que buscam integrar de forma global e holística os elementos da natureza e a auto-sustentação da propriedade, com entrada mínima de recursos e insumos externos. Além de terem a vantagem de não estarem contaminados com agrotóxicos, os biodinâmicos apresentam um benefício a mais do que os alimentos orgânicos: uma qualidade nutritiva superior.




PROGRAMAÇÃO:

Exposições:

“-40ºC a +40ºC. Antártida a Amazônia”, Bárbara Veiga

Período expositivo: 11 de setembro a 14 de outubro

O projeto reúne imagens de campanhas contra a caça de baleias no Polo Sul e de povos indígenas em busca de preservação cultural no Acre. Bárbara Veiga traz imagens dos dois anos de trabalho ao lado do ambientalista canadense Paul Watson, fundador da ONG Sea Shepherd, além de fotos das suas viagens à região norte do Brasil. Fragmentos do diário de bordo produzido durante as viagens devem compor um livro, com previsão de lançamento para 2013. 

As peças da exposição estarão à venda e o valor arrecadado será revertido à continuidade das ações da Matilha Cultural e dos projetos pessoais da artista.

“Ngô Meitire – Água, Valiosa Água”
Período expositivo: 11 de setembro a 13 de outubro

Instalação multimídia sobre o Xingu que dominará a Arena da Matilha Cultural com fotos, vídeos e intervenções artísticas: 

•    Fotos de manifestações pelos centros urbanos do país, principalmente São Paulo e Brasília, feitas pela fotógrafa Cacá Meirelles;
•    Fotos dos indígenas no Xingu, por André D´Elia;
•    Cartazes das movimentações civis para o Xingu, com ilustrações de Yasmin Flores;
•    Instalação audiovisual sobre a consulta prévia, livre e informada que deve ser feita junto aos povos indígenas sobre empreendimentos que afetam suas terras e seu modo de vida. Historicamente, esse direito dos povos indígenas, previsto na Constituição brasileira, vem sendo ignorado nos processos de licenciamento ambiental das grandes obras já instaladas ou em andamento no país.
•    Sons dos povos das águas do Xingu, produzidos por Diego Depani;
•    Duas ilustrações da artista americana Swoon serão leiloadas e sua renda será desviada para projetos de proteção à Bacia do Xingu.

Além disso, André D´Elia (cineasta), Yasmin Flores (artista visual), Cacá Meirelles (fotógrafa e artista visual) e Diego 6 Depani (técnico de som) estão em expedição pelo Alto Xingu.  O grupo enviará informações diretamente da região, que passarão a integrar a exposição na arena da Matilha.



Atividades

Vaga Viva 

A Vaga Viva é uma intervenção simbólica que consiste na transformação temporária de vagas de estacionamento em áreas de convivência para pessoas. Com bancos, tapetes, plantas e latas de lixo, pequenas praças temporárias surgem na cidade, proporcionando encontros e troca de informação sobre cidadania, meio ambiente, a cidade e outros assuntos. 

O evento acontece em frente a Matilha Cultural, todos os domingos durante o Setembro Verde (16, 23, 30 de setembro, 07 e 14 de outubro, das 14h às 18h).


Cãominhada
Todos os domingos do Setembro Verde, cães e seus tutores se encontram em frente à Matilha para um  passeio pelo Centro de São Paulo, das 10h às 12h, com chegada a tempo da Feira de Adoção, na galeria da Matilha, até às 18h (horário flexível, dependendo da programação do dia).



Eventos de Conteúdo

Palestra: Sustentebilid´Arte, com Bárbara Veiga 
Data: 13 de setembro, quinta-feira, às 20h
Local: Cinema da Matilha Cultural
Conteúdo: Apresentação dos sete anos de trabalho de Bárbara Veiga, que traz discussão sobre o conceito socioambiental em diversos continentes. A palestra explicará ainda como unir o trabalho artístico ao jornalismo como ferramenta de impacto, visibilidade e mudança em nome da sustentabilidade.

Oficina de Mídias Digitais
Datas e horários: 15 de setembro, sábado, das 9h às 17h// 
16 de setembro, domingo, das 9h às 16h
Local: Arena da Matilha Cultural
Conteúdo: workshop de comunicação digital para ativismo, em parceria com a Escola de Ativismo, com o objetivo de qualificar grupos que atuam em prol da democracia e da sustentabilidade. 

As inscrições devem ser feitas pelo formulário disponível no site da Matilha Cultural (www.matilhacultural.com.br) e Escola de Ativismo (www.ativismo.org.br).


Pimp My Carroça – Parceria com o grafiteiro Mundano 
Data: 20 de setembro, quinta-feira, às 20h
Local: Cinema da Matilha Cultural
Conteúdo: Idealizado pelo grafiteiro e ativista Mundano, o projeto Pimp My Carroça realizou eventos em São Paulo e no Rio de Janeiro, com o objetivo de tirar da invisibilidade os catadores de materiais recicláveis, reformando desde o pneu até intervenções artísticas nas laterais das carroças. 

Nesta mesma noite, haverá exibição do minidoc sobre o projeto “Pimp My Carroça”, produzido pela Duca Filmes, com 15 minutos de duração. Questões, como “O que a sociedade ganha com isso?”, “Como funciona o projeto?” e “Qual o retorno que o carroceiro tem depois de participar do projeto?” serão discutidas em uma mesa com Mundano, catadores de lixo reciclável e Renata Amaral, quetrabalha com os temas de resíduos sólidos e inclusão socioprodutiva dos catadores.

Para encerrar, haverá “test-drive” com carroça pimpada na galeria durante o happy hour “Notas Reais”, com o saxofonista Walmir Gil e outros músicos convidados. 

Dia Mundial Sem Carro 
Data: 22 de setembro, sábado

O Dia Mundial Sem Carro é um movimento que começou em 1997 em algumas cidades da Europa e se espalhou rapidamente por regiões de outros continentes. O objetivo do evento é, além de proporcionar reflexão sobre os males causados pelo uso desenfreado do automóvel, promover o uso de outros meios de locomoção assim como a caminhada, o skate, o patins, a bicicleta e o transporte público. A iniciativa chegou ao Brasil em 2001, envolvendo 11 cidades.

Este ano, a campanha do Dia Mundial Sem Carro expõe as limitações impostas pelo poder público por uma mobilidade mais sustentável. Com a mensagem “Eu apoio o Dia Mundial Sem Carro, mas o governo da minha cidade não colabora”, a campanha quer mostrar que o poder público ainda tem um longo caminho a percorrer para que possamos não só deixar o carro em casa e ter acesso a transporte público de qualidade num único dia do ano, mas todos os dias. Afinal, a gente se locomove todos os dias!
 
No dia 22/09, a avenida Paulista será transformada em uma grande praia, que será invadida por diversas atividades auto-gestionadas durante todo o dia 22/09 pelas organizações, coletivos e movimentos que integram a campanha do Dia Mundial Sem Carro  Para mais informações, acesse o site da campanha: diamundialsemcarro.org.br/. 



Partido da Terra – Conversa com o jornalista Alceu Castilho
Data: 27 de setembro, quinta-feira, às 19h30 (Data do evento passível de mudança. Confirme a programação no site da Matilha!) 
Local: Cinema da Matilha
Conteúdo: Apresentação do recém-lançado livro “Partido da Terra – Como os políticos conquistam o território brasileiro” do jornalista Alceu Luis Castilho. O evento, realizado em parceria com o Movimento Brasil Pelas Florestas, pretende aprofundar a reflexão apresentada pelo autor do ‘sistema político ruralista’, atualmente em curso no Brasil.

Debate sobre Obsolescência Programada (Data do evento passível de mudança. Confirme a programação no site da Matilha!)
Data: 06 de outubro, sábado, às 19h00 
Local: Cinema da Matilha
Conteúdo: O desgaste natural dos produtos é normal. Porém, o produto ser “planejado” para parar de funcionar ou se tornarem obsoletos em um curto período de tempo é uma prática da indústria que deve ser combatida. Essa prática, conhecida como ‘obsolescência programada’ está na pauta de discussão e reflexão deste evento, organizado em parceria com o Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) e outros coletivos ativistas.

Encontrão Ativista
Data: 09 de outubro, terça-feira, às 19h30
Local: Arena da Matilha
Conteúdo: O Setembro Verde marca a inauguração de um ciclo de encontros mensais com convidados especiais para aprofundar a reflexão sobre temas socioambientais. Realizado em parceria com a Escola de Ativismo, Revista Página 22 /CES-FGV, Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS) e Cineclube Social Crisantempo,  o primeiro encontro vai tratar das eleições, democracia e a participação que nós, cidadãos, queremos.




Dia X de Xingu - Conversa com André Villas-Bôas, coordenador do Programa Xingu e secretário-executivo do Instituto Socioambiental (ISA) 

Data: 09 de outubro, quinta-feira, às 19h30
Local: Cinema da Matilha
Conteúdo:  A Bacia do Xingu é uma forte referência da diversidade socioambiental da Amazônia brasileira e uma região de fortes contrastes. André Villas-Bôas, coordenador do Programa Xingu e secretário-executivo do Instituto Socioambiental (ISA) apresenta a recém-lançada publicação “De Olho na Bacia do Xingu”, que busca contribuir para o planejamento regional, mas também para informar as novas gerações, face à enorme lacuna de informações socioambientais e econômicas sobre a região do Xingu.





 





    
Mostra Setembro Verde no Cine Matilha


Em parceria com Cineclube Social Crisantempo, a Mostra Setembro Verde de Cinema  da Matilha, traz seleção de filmes para despertar e aprofundar a consciência social com produções recentes que dificilmente entram no eixo comercial. 

Com sessões colaborativas de terça a domingo, a mostra SetembroVerde traz mais de uma dezena de filmes que abordam ações de mudança para vida do planeta feitas por cidadãos e interagem diretamente com as duas exposições de artes visuais expostas na Matilha Cultural, além de debates, encontros e palestras.

A Mostra é composta por longas que abordam a questão socioambiental. São estórias de pessoas com forte atuação política, que lutam por uma sociedade cujos valores ultrapassam o caráter comercial e o acúmulo de bens pelas pessoas. Rodas de conversa com convidados especiais complementam a Mostra de Cinema e ajudam a aprofundar a reflexão sobre sustentabilidade e ativismo.


CONFIRA horários e dias no site www.matilhacultural.com.br







Matilha Cultural
Rua Rego Freitas, 542 – São Paulo
Tel.: (11) 3256-2636
Horários de funcionamento: De terça-feira a domingo, exceto sábado, das 12h às 20h
Sábado, das 14h às 20h 
Wi-fi grátis
Cartões: VISA (débito/ crédito)
Entrada livre e gratuita

Agência Lema
Leandro Matulja/ Leticia Zioni/ Larissa Marques
agencialema.com 

Informações para a imprensa:
Ana Claudia Luiz +55 11 3871-0022 ramal 239
anaclaudia@agencialema.com.br

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Mac Donald's Vegetariano na Índia...podiam fazer isto no mundo todo!


Rede Mac Donald's lança loja vegetariana na India!
McDonald's aposta na criação de menus vegetarianos para conquistar novos mercados

"A cadeia de hambúrgueres norte-americana, McDonald’s, vai abrir suas primeiras lojas vegetarianas em dois centros de peregrinação indianos. A empresa espera assim expandir o seu negócio num mercado onde as vacas são sagradas e o consumo de carne é tabu, de acordo com o “Financial Times”.

As lojas têm abertura prevista para o próximo ano na cidade indiana de Amritsar e na pequena cidade
de Katra. Amritsar é conhecida por ser o lugar Sikh mais sagrado e Katra, é o segundo maior sítio de peregrinos no país.

Num mercado emergente como a Índia, são cada vez mais as empresas estrangeiras de cadeias de “fast-food” que adaptam os seus produtos à realidade indiana, de modo a conseguirem mais clientes.
Sendo a imagem de marca da McDonald’s o hambúrguer de vaca, a empresa tem encontrado algumas dificuldades na implementação da sua marca no país já que a maioria dos Hindus têm a vaca como objecto sagrado, como divindade. Em alternativa a McDonald’s vende apenas hambúrgueres de frango e já tem alguns produtos vegetarianos como o “The Veggie”, “McAloo Tikki” (batata condimentada, frita) e o McSpicy Paneer (hambúrguer feito de queijo tradicional indiano).

“Como vai ser um restaurante exclusivamente vegetariano, teremos que ponderar a criação de mais produtos” disse Maini, porta-voz da empresa na Índia.
A McDonald’s já tem 271 lojas abertas na Índia e espera duplicar esse número nos próximos três anos.

A multinacional não é a única a criar novos menus vegetarianos no mercado indiano. Outras empresas são: Domino’s Pizza e Subway."

Fonte: Negócios Online

Seria ótimo, só não podem tirar o pickles do sanduba...amooooo....kkk



segunda-feira, 3 de setembro de 2012

A indústria da impiedade _ Os testes com animais

TRÊS BOAS RAZÕES PARA SER CONTRA OS TESTES ENVOLVENDO ANIMAIS

Uma indústria a cada ano bilionária às custas de maltratar e ser cruel com os animais

Não podem parar as manifestações públicas e organizadas de repúdio aos testes em animais! Na Itália, milhares de pessoas foram às ruas e conseguiram fechar um biotério (lugar que “fabrica” animais) com mais de 2.500 cães da raça Beagle que seriam usados para testes farmacêuticos, um caso repassado aqui no Studio Graphic.

 No Brasil, um forte grupo está organizado para protestar contra o Instituto Royal, localizado em São Roque-SP, que tortura atualmente cerca de 60 Beagles, aprisionando-os e maltratando-os para usá-los como cobaias em testes do instituto, onde , depois desta manifestação, em São Roque, que segundo os ativistas, foi o primeiro, o ativista e presidente da ONG VEDDAS, George Guimarães falou por mais de 20 minutos ao vivo sobre o assunto na Record News, conforme repassado pela reportagem da equipe Vista-se (veja no site).

O Vista-se já explanou antes, inclusive, que há anos, um vídeo documentário do Instituto Nina Rosa, em São Paulo, denuncia os testes em animais. O documentário chama-se “Não Matarás” e está disponível gratuitamente no Youtube.

As razões básicas para ser contra este circo impiedoso da indústria são estas, segundo a organização de proteção aos animais:


 1. Testes em animais são extremamente cruéis

TEXTO NA INTEGRA:

Para testar drogas e insumos para a indústria, bilhões de animais – principalmente roedores, cães, gatos e primatas – são trancados em laboratórios anualmente e submetidos à práticas dolorosas. Inserção de substâncias tóxicas em seus olhos, inalação forçada de fumaça e implantação de eletrodos em seu cérebro são apenas algumas destas práticas. Via de regra, são utilizados animais de pequeno porte e dóceis, para facilitar o manejo dentro dos institutos de pesquisa. Neste cenário, a raça Beagle, infelizmente, se encaixa perfeitamente e são eles os preferidos dos vivisseccionistas (o que é um vivisseccionista?).

2. Testes em animais atrasam o desenvolvimento da ciência

Em todo o mundo, especialistas se dividem sobre o papel dos testes em animais no progresso científico. De um lado, há os que dizem que não há condições de haver novas descobertas importantes para a saúde humana sem este tipo de prática. Por outro lado, existe o grupo dos que dizem que os testes animais impedem que a ciência evolua, mantendo-a em um ciclo arcaico de práticas sem razão.
Um destes entusiastas do fim dos testes em animais é o médico norte-americano Ray Greek que, em 2010, disse à Revista Veja (leia):

“As drogas deveriam ser testadas em computadores, depois em tecido humano e daí sim, em seres humanos. Empresas farmacêuticas já admitiram que essa será a forma de testar remédios no futuro.”

Ray afirma que os testes são uma falácia e que atrasam a ciência. Ele é voluntário para testes em humanos, desde que observados todos os pré-requisitos de segurança.

3. Testes em animais são ineficientes

Grupos de cientistas favoráveis à testes sem animais usualmente citam o lucro da indústria como principal causador de sua permanência no meio acadêmico e farmacêutico. Fica claro que há uma economia dependente dos bilhões de dólares investidos por ano neste mercado. Porém, este dinheiro não está sendo aplicado para o bem das pessoas.
O médico Ray Greek, ainda em entrevista à Revista Veja, em 2010, afirmou: “A indústria farmacêutica já divulgou que os remédios normalmente funcionam em 50% da população. É uma média. Algumas drogas funcionam em 10% da população, outras 80%. Mas isso tem a ver com a diferença entre os seres humanos. Então, nesse momento, não temos milhares de remédios que funcionam em todas as pessoas e são seguros. Na verdade, você tem remédios que não funcionam para algumas pessoas e ao mesmo tempo não são seguros para outras. A grande maioria dos remédios que existe no mercado são cópias de drogas que já existem, por isso já sabemos os efeitos sem precisar testar em animais. Outras drogas que foram descobertas na natureza e já são usadas por muitos anos foram testadas em animais apenas como um adendo. Além disso, muitos remédios que temos hoje foram testados em animais, falharam nos testes, mas as empresas decidiram comercializar assim mesmo e o remédio foi um sucesso. Então, a noção de que os remédios funcionam por causa de testes com animais é uma falácia.”

Se ainda assim você tem dúvidas, veja:
Denúncia feita em 2009 pela PETA, ONG norte-americana, contra a indústria de alimentos para pets IAMS (Eukanuba). No vídeo abaixo, cenas dos experimentos feitos em cães da raça Beagle.

ATENÇÃO! Cenas fortes. Cuidado com as crianças que estiverem perto!!!


Há alternativas
Estudante, não quer matar animais em seu curso? Conheça a objeção de consciênciawww.1rnet.org/objetando.htm.


Consumidor, saiba o que coloca no carrinho e como foi produzido. O site PEA (Projeto de Esperança Animal) mantém aquela que é hoje a lista mais atualizada de empresas brasileiras que testam e de empresas que não testam em animais (consulte). Certamente, vai ajudar você a fazer melhores escolhas. Caso o produto em que você está interessado seja importado ou de uma empresa multinacional, acesse a lista mundial da PETA, aqui.

Manifeste-se, ainda que seja em um e-mail ou telefonema para a empresa que fabrica seu produto favorito. Eles precisam saber que você não concorda com testes em animais. Assim, ou eles se adaptam ao novo mercado, ou o mercado descartará os produtos deles.

Salvem os animais, pois é uma coisa absurda e cruel!

Como eu digo: O Homem fala e exprime seus sentimentos...os animais não podem falar ou pedir socorro!

ACABEMOS COM ESTA CRUELDADE! É COVARDIA!