sábado, 8 de setembro de 2012

Mexa-se...Vem pro Setembro Verde!

Setembro Verde
Programação gratuita oferece mostra de filmes, palestras, atividades e exposições com destaque para mobilizações globais de proteção ao meio ambiente e preservação cultural 
São Paulo, setembro de 2012 – A partir de 11 de setembro, terça-feira, a Matilha Cultural promove, em parceria com outras instituições, a 4ªedição do Setembro Verde, projeto que tem como objetivo reunir diversas atividades de temáticas socioambientais e políticas através de uma programação multimídia gratuita, com ênfase em arte, música e cinema. O projeto vai até o dia 14 de outubro, domingo. A abertura no dia 11 está marcada para começar às 19h com a exposição “-40˚C a +40˚C. Antártida a Amazônia”, da jornalista e fotógrafa Bárbara Veiga, na galeria,  e com a instalação “Ngô Meitire – Água, Valiosa Água” sobre o Xingu, na arena, a partir das 19h. No coquetel de abertura, a Matilha oferece uma degustação do suco de clorofila, uma das novidades da casa.

Com o intuito de reforçar o caráter dos movimentos de ocupação como pontos de conexão de pessoas e ideias por um mundo melhor, o foco do Setembro Verde é usar a cultura e a arte para aproximar o público dos movimentos e questões políticas que afetam todo o país. Temas, como o Código Florestal, a construção da usina de Belo Monte, a mobilidade em São Paulo, além de projetos e eventos que já adotam princípios de sustentabilidade, fazem parte da programação. Os graves impactos da exploração humana sobre as florestas e os oceanos, bem como o modo de vida imposto pela sociedade de consumo, são o fio condutor para a edição de 2012. 

“É uma curadoria que abre espaço para o ativismo e campanhas de mobilização, comunicando diretamente as pessoas sobre os pontos de vista que vão além da mídia e do governo sobre questões fundamentais para nossa vida hoje”, diz Tica Minami, uma das organizadoras do Setembro Verde, da Matilha Cultural. 

O Setembro Verde também marca uma nova fase do Coffeeshop Matilha. O cardápio ganhou novas opções de alimentos saudáveis, com salgados, doces, sucos, smoothies e uma carta de chás. Todos os produtos oferecidos no Coffee da Matilha vêm da agricultura orgânica ou biodinâmica. Os alimentos biodinâmicos também são orgânicos, pois seu cultivo não utiliza fertilizantes químicos ou agrotóxicos. Mas a produção biodinâmica leva em conta outros fatores no manejo da terra, que buscam integrar de forma global e holística os elementos da natureza e a auto-sustentação da propriedade, com entrada mínima de recursos e insumos externos. Além de terem a vantagem de não estarem contaminados com agrotóxicos, os biodinâmicos apresentam um benefício a mais do que os alimentos orgânicos: uma qualidade nutritiva superior.




PROGRAMAÇÃO:

Exposições:

“-40ºC a +40ºC. Antártida a Amazônia”, Bárbara Veiga

Período expositivo: 11 de setembro a 14 de outubro

O projeto reúne imagens de campanhas contra a caça de baleias no Polo Sul e de povos indígenas em busca de preservação cultural no Acre. Bárbara Veiga traz imagens dos dois anos de trabalho ao lado do ambientalista canadense Paul Watson, fundador da ONG Sea Shepherd, além de fotos das suas viagens à região norte do Brasil. Fragmentos do diário de bordo produzido durante as viagens devem compor um livro, com previsão de lançamento para 2013. 

As peças da exposição estarão à venda e o valor arrecadado será revertido à continuidade das ações da Matilha Cultural e dos projetos pessoais da artista.

“Ngô Meitire – Água, Valiosa Água”
Período expositivo: 11 de setembro a 13 de outubro

Instalação multimídia sobre o Xingu que dominará a Arena da Matilha Cultural com fotos, vídeos e intervenções artísticas: 

•    Fotos de manifestações pelos centros urbanos do país, principalmente São Paulo e Brasília, feitas pela fotógrafa Cacá Meirelles;
•    Fotos dos indígenas no Xingu, por André D´Elia;
•    Cartazes das movimentações civis para o Xingu, com ilustrações de Yasmin Flores;
•    Instalação audiovisual sobre a consulta prévia, livre e informada que deve ser feita junto aos povos indígenas sobre empreendimentos que afetam suas terras e seu modo de vida. Historicamente, esse direito dos povos indígenas, previsto na Constituição brasileira, vem sendo ignorado nos processos de licenciamento ambiental das grandes obras já instaladas ou em andamento no país.
•    Sons dos povos das águas do Xingu, produzidos por Diego Depani;
•    Duas ilustrações da artista americana Swoon serão leiloadas e sua renda será desviada para projetos de proteção à Bacia do Xingu.

Além disso, André D´Elia (cineasta), Yasmin Flores (artista visual), Cacá Meirelles (fotógrafa e artista visual) e Diego 6 Depani (técnico de som) estão em expedição pelo Alto Xingu.  O grupo enviará informações diretamente da região, que passarão a integrar a exposição na arena da Matilha.



Atividades

Vaga Viva 

A Vaga Viva é uma intervenção simbólica que consiste na transformação temporária de vagas de estacionamento em áreas de convivência para pessoas. Com bancos, tapetes, plantas e latas de lixo, pequenas praças temporárias surgem na cidade, proporcionando encontros e troca de informação sobre cidadania, meio ambiente, a cidade e outros assuntos. 

O evento acontece em frente a Matilha Cultural, todos os domingos durante o Setembro Verde (16, 23, 30 de setembro, 07 e 14 de outubro, das 14h às 18h).


Cãominhada
Todos os domingos do Setembro Verde, cães e seus tutores se encontram em frente à Matilha para um  passeio pelo Centro de São Paulo, das 10h às 12h, com chegada a tempo da Feira de Adoção, na galeria da Matilha, até às 18h (horário flexível, dependendo da programação do dia).



Eventos de Conteúdo

Palestra: Sustentebilid´Arte, com Bárbara Veiga 
Data: 13 de setembro, quinta-feira, às 20h
Local: Cinema da Matilha Cultural
Conteúdo: Apresentação dos sete anos de trabalho de Bárbara Veiga, que traz discussão sobre o conceito socioambiental em diversos continentes. A palestra explicará ainda como unir o trabalho artístico ao jornalismo como ferramenta de impacto, visibilidade e mudança em nome da sustentabilidade.

Oficina de Mídias Digitais
Datas e horários: 15 de setembro, sábado, das 9h às 17h// 
16 de setembro, domingo, das 9h às 16h
Local: Arena da Matilha Cultural
Conteúdo: workshop de comunicação digital para ativismo, em parceria com a Escola de Ativismo, com o objetivo de qualificar grupos que atuam em prol da democracia e da sustentabilidade. 

As inscrições devem ser feitas pelo formulário disponível no site da Matilha Cultural (www.matilhacultural.com.br) e Escola de Ativismo (www.ativismo.org.br).


Pimp My Carroça – Parceria com o grafiteiro Mundano 
Data: 20 de setembro, quinta-feira, às 20h
Local: Cinema da Matilha Cultural
Conteúdo: Idealizado pelo grafiteiro e ativista Mundano, o projeto Pimp My Carroça realizou eventos em São Paulo e no Rio de Janeiro, com o objetivo de tirar da invisibilidade os catadores de materiais recicláveis, reformando desde o pneu até intervenções artísticas nas laterais das carroças. 

Nesta mesma noite, haverá exibição do minidoc sobre o projeto “Pimp My Carroça”, produzido pela Duca Filmes, com 15 minutos de duração. Questões, como “O que a sociedade ganha com isso?”, “Como funciona o projeto?” e “Qual o retorno que o carroceiro tem depois de participar do projeto?” serão discutidas em uma mesa com Mundano, catadores de lixo reciclável e Renata Amaral, quetrabalha com os temas de resíduos sólidos e inclusão socioprodutiva dos catadores.

Para encerrar, haverá “test-drive” com carroça pimpada na galeria durante o happy hour “Notas Reais”, com o saxofonista Walmir Gil e outros músicos convidados. 

Dia Mundial Sem Carro 
Data: 22 de setembro, sábado

O Dia Mundial Sem Carro é um movimento que começou em 1997 em algumas cidades da Europa e se espalhou rapidamente por regiões de outros continentes. O objetivo do evento é, além de proporcionar reflexão sobre os males causados pelo uso desenfreado do automóvel, promover o uso de outros meios de locomoção assim como a caminhada, o skate, o patins, a bicicleta e o transporte público. A iniciativa chegou ao Brasil em 2001, envolvendo 11 cidades.

Este ano, a campanha do Dia Mundial Sem Carro expõe as limitações impostas pelo poder público por uma mobilidade mais sustentável. Com a mensagem “Eu apoio o Dia Mundial Sem Carro, mas o governo da minha cidade não colabora”, a campanha quer mostrar que o poder público ainda tem um longo caminho a percorrer para que possamos não só deixar o carro em casa e ter acesso a transporte público de qualidade num único dia do ano, mas todos os dias. Afinal, a gente se locomove todos os dias!
 
No dia 22/09, a avenida Paulista será transformada em uma grande praia, que será invadida por diversas atividades auto-gestionadas durante todo o dia 22/09 pelas organizações, coletivos e movimentos que integram a campanha do Dia Mundial Sem Carro  Para mais informações, acesse o site da campanha: diamundialsemcarro.org.br/. 



Partido da Terra – Conversa com o jornalista Alceu Castilho
Data: 27 de setembro, quinta-feira, às 19h30 (Data do evento passível de mudança. Confirme a programação no site da Matilha!) 
Local: Cinema da Matilha
Conteúdo: Apresentação do recém-lançado livro “Partido da Terra – Como os políticos conquistam o território brasileiro” do jornalista Alceu Luis Castilho. O evento, realizado em parceria com o Movimento Brasil Pelas Florestas, pretende aprofundar a reflexão apresentada pelo autor do ‘sistema político ruralista’, atualmente em curso no Brasil.

Debate sobre Obsolescência Programada (Data do evento passível de mudança. Confirme a programação no site da Matilha!)
Data: 06 de outubro, sábado, às 19h00 
Local: Cinema da Matilha
Conteúdo: O desgaste natural dos produtos é normal. Porém, o produto ser “planejado” para parar de funcionar ou se tornarem obsoletos em um curto período de tempo é uma prática da indústria que deve ser combatida. Essa prática, conhecida como ‘obsolescência programada’ está na pauta de discussão e reflexão deste evento, organizado em parceria com o Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) e outros coletivos ativistas.

Encontrão Ativista
Data: 09 de outubro, terça-feira, às 19h30
Local: Arena da Matilha
Conteúdo: O Setembro Verde marca a inauguração de um ciclo de encontros mensais com convidados especiais para aprofundar a reflexão sobre temas socioambientais. Realizado em parceria com a Escola de Ativismo, Revista Página 22 /CES-FGV, Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS) e Cineclube Social Crisantempo,  o primeiro encontro vai tratar das eleições, democracia e a participação que nós, cidadãos, queremos.




Dia X de Xingu - Conversa com André Villas-Bôas, coordenador do Programa Xingu e secretário-executivo do Instituto Socioambiental (ISA) 

Data: 09 de outubro, quinta-feira, às 19h30
Local: Cinema da Matilha
Conteúdo:  A Bacia do Xingu é uma forte referência da diversidade socioambiental da Amazônia brasileira e uma região de fortes contrastes. André Villas-Bôas, coordenador do Programa Xingu e secretário-executivo do Instituto Socioambiental (ISA) apresenta a recém-lançada publicação “De Olho na Bacia do Xingu”, que busca contribuir para o planejamento regional, mas também para informar as novas gerações, face à enorme lacuna de informações socioambientais e econômicas sobre a região do Xingu.





 





    
Mostra Setembro Verde no Cine Matilha


Em parceria com Cineclube Social Crisantempo, a Mostra Setembro Verde de Cinema  da Matilha, traz seleção de filmes para despertar e aprofundar a consciência social com produções recentes que dificilmente entram no eixo comercial. 

Com sessões colaborativas de terça a domingo, a mostra SetembroVerde traz mais de uma dezena de filmes que abordam ações de mudança para vida do planeta feitas por cidadãos e interagem diretamente com as duas exposições de artes visuais expostas na Matilha Cultural, além de debates, encontros e palestras.

A Mostra é composta por longas que abordam a questão socioambiental. São estórias de pessoas com forte atuação política, que lutam por uma sociedade cujos valores ultrapassam o caráter comercial e o acúmulo de bens pelas pessoas. Rodas de conversa com convidados especiais complementam a Mostra de Cinema e ajudam a aprofundar a reflexão sobre sustentabilidade e ativismo.


CONFIRA horários e dias no site www.matilhacultural.com.br







Matilha Cultural
Rua Rego Freitas, 542 – São Paulo
Tel.: (11) 3256-2636
Horários de funcionamento: De terça-feira a domingo, exceto sábado, das 12h às 20h
Sábado, das 14h às 20h 
Wi-fi grátis
Cartões: VISA (débito/ crédito)
Entrada livre e gratuita

Agência Lema
Leandro Matulja/ Leticia Zioni/ Larissa Marques
agencialema.com 

Informações para a imprensa:
Ana Claudia Luiz +55 11 3871-0022 ramal 239
anaclaudia@agencialema.com.br