sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Morador de rua salva Rainha e adota Princesa!

https://catracalivre.com.br/geral/urbanidade/indicacao/morador-de-rua-salva-a-vida-de-princesa-apos-a-rainha-falecer/


Morador de rua salva a vida de Princesa, após a Rainha falecer  _ por Felippe Canale - 08/12/2016

http://picasion.com/

Quem passa pela avenida Paulista já deve ter visto o Max e a sua amiga Princesa caminhando pela região.

Ele ganha a vida recolhendo latinhas pelas ruas e ela lhe faz companhia no dia-a-dia. "O mundo já está muito poluído, pelo menos eu ajudo a reciclar as latas de cerveja que todo mundo bebe e vai voltar a beber", disse ele dando risada enquanto ganhava uma lambida carinhosa.


O Max curte bater um papo e se expressa com muita clareza e lucidez. "Tem assistente social que fala que não pode chamar a gente de 'morador de rua', que o correto é falar pessoa em situação de rua. Eu acho este nome meio complicado, ninguém entende direito. Pode colocar aí na sua matéria que eu sou morador de rua mesmo".


A Princesa parece curtir ser carregada em cima do carrinho. Tem até um cobertor só pra ela!

"Rapaz, você sabe que bastante gente para pra brincar com a Princesa e aí acaba conversando comigo também, né! Ela virou a minha família e me ajuda até a me comunicar com as pessoas. Tem muita gente que tem preconceito e acha que todo morador de rua é usuário de droga e de crack. Esse é um pensamento meio idiota, não pode generalizar. Tem tanto rico de terno e gravata andando aqui na Paulista que também usa droga, mas ninguém diz. O meu vício, por exemplo, é cuidar bem da minha Princesa".

Paulista
"As vezes eu passo fome, mas a Princesa não. Muita gente doa ração pra ela, pode ver que a caixinha aqui tá cheia. E ela se diverte com tudo. O novo brinquedinho dela é esta escova amarela que ela não larga e fica mordendo o dia inteiro. Vamos ver quanto tempo vai durar".


A Princesa tem 2 anos de idade e a sua mãe se chamava Rainha

"Teve um noite em que eu tava dormindo perto da Praça da Sé, aí começou uma chuva forte. Eu fui pra debaixo de um toldo e a Rainha chegou toda molhada. Rainha era a mãe da Princesa! Ela teve uma convulsão e não pude largar ela ali. Cuidei, dei água, arranjei comida e no dia seguinte até no veterinário eu consegui levar. O doutor nem me cobrou nada".

Max
"Uns dias depois a Rainha apareceu grávida e teve outra convulsão durante o parto. Ela acabou morrendo, mas eu consegui salvar as duas filhotinhas, a Princesa e a Duquesa. Elas nasceram bem fraquinhas, mas eu fiz de tudo pra cuidar bem delas. Depois que elas cresceram um pouco, me roubaram a Duquesa enquanto eu dormia. Agora, ficou só a Princesa e eu".

O Max está sempre andando pela avenida Paulista e também pela região central de São Paulo. Se alguém o encontrar por aí junto com a Princesa, mostre esta matéria pra ele no celular. Eu prometi fazer o mesmo caso o encontrasse novamente :)

Abrigo cria quartos especiais para cachorros se sentirem em casa

Abrigo oferece tratamento especial para animais vítimas da guerra da Síria